CNH – O que não te contam sobre os prejuízos de ficar sem dirigir!

CNH – O que não te contam sobre os prejuízos de ficar sem dirigir!

Você atingiu a pontuação máxima da sua CNH e ficou impedido de dirigir. E agora?

Ficar com a CNH suspensa ou cassada pode ser uma situação bastante desagradável, especialmente se você depende muito do veículo para realizar atividades do dia a dia e até mesmo ir para o trabalho.

Cassação x Suspensão – É importante diferenciar a cassação de suspensão. As duas penalidades impedem o condutor de dirigir, mas acontecem em momentos diferentes, conforme os tipos e quantidades de infrações cometidas pelo condutor.

O tipo de suspensão mais comum é devido ao acúmulo de pontos na CNH. De acordo com o Artigo 261 do Código de Trânsito, o motorista infrator terá a CNH suspensa, por um período de seis meses a um ano, após ultrapassar os 20 pontos na CNH.

Infrações gravíssimas são penalizadas com a cassação da habilitação. Isso significa que o motorista que perde definitivamente a habilitação só pode voltar a dirigir em dois anos. Nesse caso, o infrator deverá realizar novamente todo o processo de habilitação, inclusive com novas avaliações teóricas e práticas.

Ficar sem o direito de dirigir pode gerar problemas e prejuízos extras em diversos casos. Alguns dos mais comuns são:

Ficar impedido de se deslocar e ajudar familiares – Poder dirigir um carro e se locomover sem se preocupar com o horário ou com o transporte coletivo, pode fazer toda a diferença em situações de emergência como ajudar pessoas da família, buscar pessoas em locais distantes e até levar alguém a um compromisso inadiável, como a um médico. Muitos motoristas se arriscam a dirigir mesmo com a CNH suspensa, fato que pode gerar incômodos e problemas ainda maiores, caso você seja pego em uma blitz, acarretando mais punições, multas e a cassação da sua CNH.

Pagar mais caro em viagens –  Mesmo com gastos como pedágio, manutenção e combustível, fazer viagens de carro com a família, por exemplo, na maioria das situações, ainda envolve despesas menores do que viagens de ônibus e excursões, considerando o custo de uma passagem multiplicado pelo número de pessoas do grupo. Quando você fica proibido de dirigir, seus custos finais aumentam.

Colocar o seu trabalho em risco –  Se você for um motorista profissional que trabalha como condutor de passageiros, representante de vendas, motorista de Uber ou com fretes, e tiver a CNH suspensa, certamente terá um grande prejuízo, pois ficará impossibilitado de dirigir por 6 meses. Ou seja, poderá ficar sem trabalho e sem remuneração.

Lembramos que toda penalidade de trânsito é passível de recurso, direito garantido pela Constituição Federal. Uma opção seria recorrer do processo, embora seja uma solução que demandará tempo e dinheiro, além de uma nova preocupação, uma vez que precisará participar de audiências e outros compromissos. Além disso, é muito difícil reverter o processo, resultando em novos prejuízos. 

Por esses e outros motivos, para quem tem EAR e precisa trabalhar, o mais prático, rápido e seguro seria optar pelo curso de Reciclagem ou curso Preventivo do SIMEAD. Com ele, você pode estudar na hora que quiser e de onde estiver, assistindo aulas em vídeo por um celular, computador ou tablet, sem deixar de fazer suas atividades passando horas lendo longos textos ou mesmo preso em uma sala de aula.
Quer saber mais?
Acesse agora mesmo o site do Simead e saiba mais sobre o curso de reciclagem online!

Você atingiu a pontuação máxima da sua CNH e ficou impedido de dirigir. E agora?

Ficar com a CNH suspensa ou cassada pode ser uma situação bastante desagradável, especialmente, se você depende muito do veículo para realizar atividades do dia a dia e até mesmo ir para o trabalho.

Cassação x Suspensão – É importante diferenciar cassação de suspensão. As duas penalidades impedem o condutor de dirigir, mas acontecem em momentos diferentes, conforme os tipos e quantidades de infrações cometidas pelo condutor.

O tipo de suspensão mais comum é devido ao acúmulo de pontos na CNH. De acordo com o Artigo 261 do Código de Trânsito, o motorista infrator terá a CNH suspensa por um período de seis meses a um ano, após ultrapassar os 20 pontos na CNH.

Infrações gravíssimas são penalizadas com a cassação da habilitação. Isso significa que o motorista perde, definitivamente, a habilitação e só pode voltar a dirigir em dois anos. Neste caso, o infrator deverá realizar novamente todo o processo de habilitação, inclusive com novas avaliações teóricas e práticas.

Ficar sem o direito de dirigir, pode gerar problemas e prejuízos extras em diversos casos. Alguns dos mais comuns são:

Ficar impedido de se deslocar e ajudar familiares – Poder dirigir um carro e se locomover sem se preocupar com o horário ou com o transporte coletivo, pode fazer toda a diferença em situações de emergência como ajudar pessoas da família, buscar pessoas em locais distantes e até levar alguém a um compromisso inadiável, como a um médico. Muitos motoristas se arriscam a dirigir mesmo com a CNH suspensa, fato que pode gerar incômodos e problemas ainda maiores, caso você seja pego em uma blitz, acarretando mais punições, multas e a cassação da sua CNH.

Pagar mais caro em viagens –  Mesmo com gastos como pedágio, manutenção e combustível, fazer viagens de carro com a família, por exemplo, na maioria das situações, ainda envolve despesas menores do que viagens de ônibus e excursões, considerando o custo de uma passagem multiplicado pelo número de pessoas do grupo. Quando você fica proibido de dirigir, seus custos finais aumentam.

Colocar o seu trabalho em risco –  Se você for um motorista profissional que trabalha como condutor de passageiros, representante de vendas, motorista de Uber ou com fretes, tiver a CNH suspensa, certamente terá um grande prejuízo, pois ficará impossibilitado de dirigir por 6 meses. Ou seja, poderá ficar sem trabalho e sem remuneração.

Lembramos que, toda penalidade de trânsito é passível de recurso, direito garantido pela Constituição Federal. Uma opção seria recorrer do processo, embora seja uma solução que demandará tempo e dinheiro, além de uma nova preocupação, enquanto você participa de audiências e outros compromissos. Além disso, é muito difícil reverter o processo, resultando em novos prejuízos. Por estes e outros motivos, o mais prático, rápido e seguro, seria optar pelo curso de Reciclagem ou curso Preventivo do SIMEAD, para quem tem EAR e precisa trabalhar. Com ele, você pode estudar na hora que quiser e onde estiver, assistindo aulas em vídeo por um celular, computador ou tablet, sem deixar de fazer suas atividades passando horas lendo longos textos ou mesmo preso a uma sala de aula.

 Acesse o site www.reciclacnh.com.br , obtenha informações completas sobre nossos cursos ou fale com um de nossos atendentes.

Gostou do post? Precisa ou conhece alguém que precisa do curso de Reciclagem? Compartilha pelos canais abaixo!
CNH - O que não te contam sobre os prejuízos de ficar sem dirigir!

Você atingiu a pontuação máxima da sua CNH e ficou impedido de dirigir. E agora?

Course Provider: Organization

Fechar Menu